Call Us
0

O estresse que a calvície causa nas mulheres é inimaginável. Neste artigo, você aprenderá a diferença entre as opções de tratamento que podem ajudar.

A calvície afeta muitas mulheres em algum ponto de suas vidas. Estimativas mostram que 33% de todas as mulheres sofrem da condição. Afinamento capilar ou áreas calvas ocorrem em números ainda maiores de mulheres na menopausa. O impacto é pesado nas mulheres, mas não significa dizer que afete menos os homens. É mais socialmente aceitável que homens percam o cabelo do que as mulheres. A qualidade da vida de uma mulher, seu bem-estar emocional e físico, tornam-se vítimas da alopecia.

A calvície mais comum, que afeta tanto homens quanto mulheres, é conhecida como alopecia androgenética ou calvície padrão. As principais características da calvície padrão nas mulheres começa com afinamento na linha capilar e aumento na calvície difusa que se espalha do couro cabeludo (topo da cabeça). A linha capilar recessiva é rara em mulheres, e a calvície é incomum. Nos homens, a alopecia androgenética culmina na calvície total se não for tratada. Ela começa com calvície nas têmporas e com linha capilar recessiva formando um ‘M’ com afinamento no topo.

Muitas causas diferentes levam à calvície feminina, tais como condições médicas e emocionais ou estresse físico. Se você descobrir queda de cabelo incomum, deve entrar em contato com seu dermatologista ou médico para que eles descubram a causa e prescrevam um tratamento. Se o motivo for estresse emocional, buscar ajudar de um grupo de suporte ou terapeuta é outra opção para chegar na raiz do problema. Embora a calvície possa ser uma experiência frustrante, com os anos, o número de terapias para reverter a calvície aumentou para ajudar mulheres a lidarem com o problema.

Três Padrões da Calvície Feminina

Existem três tipos clínicos que os especialistas em calvície usam para classificar e descrever a calvície padrão feminina.

  1. Tipo I – calvície pouco ou minimamente perceptível com pouco afinamento que pode ser facilmente escondido no penteado.
  2. Tipo II – calvície concentrada em volta da linha central, mostrando uma abertura perceptível e diminuição do volume capilar.
  3. Tipo III – a característica deste tipo de calvície é o afinamento capilar no topo, que pode ser visto por todo o couro cabeludo.

O que é alopecia androgenética?

Quase todas as mulheres sofrem de algum tipo de calvície em certo momento de suas vidas. Desde a puberdade, você pode começar a perceber a calvície, mas a condição se estabelece na menopausa. Durante a menopausa a calvície acelera, sendo que em mulheres com histórico familiar de calvície, isso pode acontecer mais cedo,

Os hormônios chamados de andrógenos são responsáveis por diversas funções naturais, incluindo o desenvolvimento sexual em homens e a regulagem de crescimento capilar em ambos os sexos. A ação do hormônio afeta a fase anágena ou de crescimento dos folículos capilares. O resultado é que o cabelo leva mais tempo para crescer novamente depois da troca em sua fase normal de crescimento. Andrógeno em excesso também afeta os folículos capilares e faz com que diminuam de tamanho, produzindo raízes menores. Enquanto o ciclo progride, fios mais espessos, finos, curtos e sem pigmentação substituem os folículos capilares mais saudáveis.

As causas da produção excessiva de andrógenos incluem genética, pois é normalmente herdada em família. Além disso, um tumor secretor de andrógeno nos ovários, na glândula pituitária ou na glândula adrenal podem levar a níveis excessivos de andrógenos.

Diagnóstico da Calvície Padrão

Seu histórico médico exerce um papel vital no diagnóstico da alopecia androgenética. O seu médico ou dermatologista perguntarão sobre seu histórico familiar além de inspecionar seu couro cabeludo. O padrão da calvície e da inflamação de couro cabeludo podem indicar a calvície padrão. Você talvez precise de um exame de sangue para verificar outras possíveis causas de calvície, como a deficiência de ferro. Sinais de excesso de andrógeno incluem menstruações irregulares, acne e crescimento capilar indesejado, e podem precisar de uma avaliação hormonal.

Tratamento Contra Calvície Para Mulheres

Minoxidil

O tratamento mais comum contra calvície feminina é esse medicamento. Um dos tratamentos mais populares para a calvície padrão é:

Minoxidil (Rogaine e outras versões genéricas disponíveis) é um medicamento de farmácia para o tratamento de calvície em mulheres. Está disponível em uma solução tópica 2% e uma solução poderosa de 5% para mulheres. A droga inicialmente foi desenvolvida para pressão alta, mas usuários tiveram crescimento capilar em locais onde não tinham mais cabelo. A maioria das mulheres que usam minoxidil começam a ver resultados em cerca de dois meses, com os resultados completos aparecendo em quatro meses. O minoxidil não é uma cura permanente, e se funcionar para você, será preciso usar continuamente para manter os resultados. Infelizmente, o medicamento não recuperará completamente o cabelo e a densidade. Além disso, não funciona para todas as mulheres, e você precisa testar para saber se funciona em você.

Quais são os efeitos colaterais do Minoxidil

No geral, o minoxidil é um medicamento seguro e aprovado pelo FDA. Alguns efeitos colaterais mencionados por usuários são irritação do couro cabeludo, provavelmente por conta do álcool que ajuda o medicamento a secar mais rapidamente. Geralmente, a cor e a textura do novo cabelo diferem dos outros fios. Por último, um efeito colateral comum é crescimento capilar excessivo em áreas indesejadas, como na testa e nas bochechas, uma condição conhecida como hipertricose.

Anti-andrógenos

A testosterona e outros hormônios “masculinos” são andrógenos e podem acelerar a calvície nas mulheres. Se você não respondeu ao tratamento de minoxidil, então usar um medicamento anti-andrógeno como a espironolactona pode ajudar no tratamento da alopecia androgenética. Condições médicas como a síndrome dos ovários policísticos resulta em andrógenos excessivos que levam à calvície. Se você foi diagnosticada com SOP, então isso pode ser a causa da sua calvície.

Suplemento de Ferro

Para algumas mulheres, a calvície é apenas uma deficiência de ferro. Se você tem histórico de anemia ou talvez siga uma dieta vegetariana, o médico pode recomendar um exame de sangue para verificar seus níveis de ferro. Se o exame de sangue mostrar uma deficiência de ferro, o médico deverá recomendar suplementos de ferro para acabar com a calvície. Fique de olho em efeitos colaterais dos suplementos de ferro como dores estomacais e constipação, que podem acontecer se você tiver níveis de ferro normais.

Transplante Capilar

Quando o medicamento não funciona para a calvície em mulheres, a cirurgia de transplante capilar torna-se uma opção. Técnicas modernas tais como a extração de unidade folicular oferecem resultados melhores se comparadas com métodos antigos. Outras opções de tratamento incluem a terapia a laser, mesoterapia para crescimento capilar e tratamento de plasma rico em plaquetas.

A Vinci Hair Clinic possui diversos especialistas com experiência em cada uma das opções de tratamento capilares mencionadas neste artigo. Desde a avaliação inicial até o começo do seu tratamento e adiante, você estará nas melhores mãos. Se gostaria de saber mais sobre a calvície em mulheres e o tratamento disponível para você, entre em contato conosco ainda hoje.

Leave a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

X