Nossa vida diária é muito ocupada e mal temos tempo para cuidar de nós mesmos e de nossos cabelos. Então, um dia, você acorda pela manhã e encontra mais cabelo no travesseiro do que o normal. Você se olha no espelho, tentando descobrir se está com menos cabelo do que na semana anterior e se perguntando onde isso vai parar. Será que a calvície total vai acontecer, ou será que você terá pontos calvos perceptíveis na cabeça? Como seria a sua vida se você perdesse suas belas madeixas?

As perguntas diferem, mas os erros comuns são ignorar a calvície e fingir que não está acontecendo, ou tentar encontrar a resposta sem ajuda profissional. “Provavelmente é temporária”, dizemos a nós mesmos. “Eu provavelmente só preciso lavar com mais frequência”. Deixamos nosso cabelo cair e não procuramos o tratamento certo.

Esse padrão de comportamentos ocorre porque a maioria das pessoas ignoram os motivos por trás da calvície. É por isso que hoje vamos falar sobre uma das condições capilares baseadas em um artigo publicado recentemente pelo Dr. Mitch Shulman.

O que é Alopecia e Alopecia Areata?

A alopecia é o termo para a calvície que ocorre em qualquer parte do corpo. Embora a alopecia universalis cause calvície no corpo inteiro, a alopecia areata é uma forma específica da condição que está confinada à cabeça. O padrão de calvície pode se manifestar em pontos ou por todo o couro cabeludo.

A alopecia areata acontece quando o sistema imunológico ataca os folículos capilares responsáveis pelo crescimento de novos fios. Os folículos levam os fios de cabelo pelas fases que incluem o surgimento, crescimento, descanso e troca. Quando o cabelo da pessoa é afetado pela alopecia areata, esse ciclo normal é interrompido, levando à queda de cabelo mais cedo do que o esperado. Felizmente, a condição não deixa cicatrizes, e o cabelo pode se recuperar com o tempo.

Certos medicamentos corticosteróides podem ser aplicados nas áreas calvas em forma de tratamentos tópicos, orais ou injetáveis. Outras soluções incluem transplantes capilares, perucas, e até tatuagens permanentes na forma de Micro Pigmentação Capilar (MSP).

Cerca de 2% da população é afetada pela alopecia areata. A maioria dessas pessoas estão na faixa dos trinta anos, mas crianças também podem sofrer com isso. Os sintomas da alopecia são similares aos sintomas do desequilíbrio hormonal, problemas na tireoide ou infecções locais. Portanto, um diagnóstico preciso é necessário antes de qualquer tratamento ser iniciado.

Principais formas de tratar da Alopecia

Sendo uma doença imunológica, a alopecia não é curável. Porém, isso não significa que não há nada que você possa fazer para recuperar seu cabelo. Como mencionado acima, existem algumas formas de lidar com isso, e os principais tratamentos são:

Outros tratamentos como os transplantes capilares e o uso de MSP podem restaurar sua aparência. Além disso, uma lista de medicamentos para condições autoimunes podem ajudar no tratamento da alopecia.

Conclusão

Se você já sofreu de calvície, deve saber que a experiência atinge sua confiança. Isso leva ao estresse, que causa ainda mais calvície e acaba criando um círculo vicioso de problemas.

Os especialistas capilares estão constantemente desenvolvendo novas maneiras de lidar com a condição. Se você quer acabar com a sua preocupação sobre a calvície, entre em contato com a Vinci Hair Clinic para marcar uma avaliação gratuita. Nossos especialistas podem te guiar até o tratamento adequado!