A ciência e a tecnologia por trás dos tratamentos de restauração capilar mudaram muito desde as épocas pioneiras. Como resultado, a cirurgia moderna de transplante capilar pode produzir resultados impressionantes hoje em dia. A ferramenta de punch antiga foi trocada pela microagulha, o que significa que a cicatrização não é mais um grande problema. A chegada da técnica de transplante capilar da Extração de Unidade Folicular (FUE) permitiu que as cirurgias modernas produzissem cabelos naturais e espessos, ao invés dos cabelos estranhos de antigamente.

Esses desenvolvimentos não significam que a restauração capilar tenha chegado ao fim da linha em termos de progresso. A ciência nunca dorme, e pesquisas recentemente publicadas podem ter implicações interessantes para o futuro da indústria de restauração capilar. Continue lendo para saber mais!

Pesquisa UCR

Um estudo recente no regulamento celular da Universidade da Califórnia, Riverside (UCR) chamou a atenção da mídia em Julho deste ano. Publicado no Biophysical Journal, ele descreve como suas descobertas podem mudar a restauração capilar, sem mencionar como o mundo médico depende das recuperações de feridas. No centro do estudo, estava a descoberta que um único composto químico chamado de TGF-beta controla a divisão de folículos capilares.

A equipe UCR focou seu trabalho nos folículos capilares porque eles regeneram regularmente e automaticamente. O ciclo capilar normal pode perder até 100 fios de cabelo por dia, e novos fios crescem para substituí-los. Esse tipo de troca celular não é visto em nenhum órgão do corpo.

Os cientistas descobriram que o TGF-beta exerce um papel no estímulo do crescimento celular, e no outro lado do processo, destrói as células. Porém, o papel do TGF-beta como executor das células não é o fim da história. Com um dos co-autores do estudo, Dr. Qixuan Wang explicou: “Mesmo quando o folículo capilar se destrói, ela nunca destrói sua reserva de células-tronco. Quando as células sobreviventes recebem o sinal para se regenerar, elas se dividem, criam uma nova célula e se desenvolvem em um novo folículo.”

Para os cientistas da UCR, essas descobertas apresentam mais sobre o comportamento das células-tronco. Estamos cada vez mais próximos de controlar estas células e produzir um crescimento celular mais rápido, algo que é vital para a recuperação de feridas. Isso teria grandes implicações na prática médica. Dr. Wang e sua co-autora, Dra. Katherine Dinh, também estão convencidos de que suas descobertas terão um impacto profundo na prática de restauração capilar.

As implicações para a restauração capilar

As possíveis implicações para a restauração capilar surgem das funções do TGF-beta. O fator decisivo sobre destruir a célula do folículo capilar ou produzir novas células parece estar na quantidade do composto químico. Uma certa quantidade de TGF-beta ativará a divisão celular, e mais do que isso pode causar a morte da célula. Em teoria, se a ciência pudesse controlar essas quantidades e entender mais sobre como a TGF-beta ativa as células, poderia ser possível ‘curar’ a calvície.

Em particular, pode ser útil enfrentar as formas de alopecia. Alguns tipos de alopecia são condições imunológicas causadas quando as células foliculares são atacadas pelo sistema imunológico do corpo. Ele pode remover a necessidade de qualquer intervenção cirúrgica na restauração capilar, tornando a calvície tratável através de medicamentos.

Atenção

Ainda é cedo para especular sobre o futuro da restauração capilar. Para começar, o estudo foi realizado utilizando dados obtidos através da pesquisa em pelos de ratos. Descobertas similares precisam ser feitas estudando a regulação das células em cabelos humanos. Os resultados também deveriam ser observados em pacientes humanos antes de qualquer pessoa ficar muito empolgada.

Outro fator importante para ter em mente é que o estudo foca no papel do TGF-beta em um ciclo capilar normal, ao invés da calvície geneticamente determinada. Será que o mesmo resultado seria obtido? Ainda não se sabe.

Conclusão

Ainda existem muitas pesquisas e desenvolvimentos necessários antes da tal ‘cura para calvície’ surgir. Realisticamente, qualquer processo ou produto resultantes deste estudo ainda estão há décadas de distância. As mudanças podem estar chegando na indústria capilar, mas por enquanto, tudo continua da mesma forma.

Se você está preocupado com calvície ou afinamento, que tal conversar com a Vinci Hair Clinic? Somos um dos líderes mundiais em restauração capilar com clínicas em todo o mundo. Oferecemos uma avaliação gratuita e sem compromisso para todos os novos clientes. Tudo o que você precisa fazer é entrar em contato ainda hoje e marcar sua avaliação!