O Transplante de Unidade Folicular (FUT) e a Extração de Unidade Folicular (FUE) são as duas cirurgias de transplante capilar mais comuns. Os especialistas utilizam estas técnicas para retirar os folículos para a cirurgia de transplante capilar. Diversos fatores determinam qual método o cirurgião deve escolher, mas eles devem considerar as necessidades e as circunstâncias únicas de cada cliente.

As técnicas estão constantemente evoluindo, e o desejo de maximizar o resultado de cada procedimento levou a avanços sem precedentes na área dos transplantes capilares. Parece que o FUE está dominando o FUT na maioria dos casos, tornando-se o procedimento de escolha entre os profissionais de transplante capilar. Porém, qualquer cirurgião respeitável entende que existem casos onde uma das técnicas pode ser melhor para o paciente. Ambos os procedimentos permanecem essenciais em qualquer clínica de transplante capilar.

Será que você deve considerar uma clínica especializada em apenas uma técnica?

Muitos médicos acreditam que uma abordagem combinada para o tratamento de calvície fornece melhores resultados para os clientes. Isso pode envolver a melhoria da cirurgia de transplante capilar com outras opções de tratamento. Uma combinação comum é o uso de tratamento de plasma rico em plaquetas (PRP) antes e depois da cirurgia de transplante. Combinar diferentes modalidades melhora o efeito a curto prazo da cirurgia de transplante capilar, e também aumenta as chances do cliente a longo prazo.

Planos individuais para clientes individuais

Algumas clínicas podem fazer você acreditar que existe uma única abordagem perfeita para qualquer cirurgia de transplante capilar. Isso não é verdade, e qualquer clínica que oferece esse tipo de serviço deve ser evitada.

Embora a causa subjacente da condição como a calvície padrão seja genética, a situação não se manifesta exatamente da mesma forma em dois indivíduos diferentes. É por isso que a avaliação antes do tratamento deve ser realizada, pessoalmente ou virtualmente, antes de discutir sobre a cirurgia de transplante.

Aqui estão alguns fatores que os cirurgiões de transplante capilar devem considerar durante a elaboração de um plano de tratamento:

 

Outros fatores a serem observados incluem o custo do procedimento, tempo de recuperação, risco de cicatrização e histórico médico geral.

FUT ou FUT? Eis a questão!

Tradicionalmente, o procedimento FUT custa menos para ser feito do que o FUE porque é mais rápido, já que a área de retirada do cabelo é feita em tiras ao invés de ser feita individualmente. Em muitos casos, o FUT gera mais enxertos em uma única sessão, e é por isso que muitas clínicas utilizam o número de enxertos retirados como propaganda!

A cirurgia de transplante capilar é uma arte e uma ciência. O seu cirurgião deve oferecer a opção mais provável de alcançar seus objetivos, e mesmo que dois cirurgiões apliquem a mesma técnica em um procedimento de transplante capilar, os resultados podem diferir por conta das diferenças artísticas e do design de linha capilar.

O custo mais baixo de um transplante FUT vem acompanhado da maior probabilidade de cicatrização, pois é um procedimento levemente mais invasivo. Assim como outros tratamentos médicos, seu cirurgião deve explicar os prós e contras de cada técnica. Depois, ele deve oferecer sua recomendação e te dar espaço e tempo para decidir.

O FUE é perfeito para o tratamento de calvície localizada, além dos procedimentos de transplante de barba e sobrancelhas que requerem maior precisão da extração folicular. Uma das desvantagens do FUE é o custo maior por conta das sessões de retirada caso a área a ser coberta seja grande. Ele também requer que o cliente tenha o cabelo curto (embora seja possível ter cabelo longo em alguns casos) e é um procedimento complexo que requer experiência.

Todo procedimento deve começar com o futuro em mente

Muitos potenciais clientes de transplante capilar perguntam se o transplante capilar pode interromper o avanço da calvície. A resposta é não, e é por isso que você e seu cirurgião devem considerar a possibilidade de realizar mais de um transplante ao longo da vida.

A genética, a idade, a condição geral e os fatores ambientais influenciam a natureza dinâmica da calvície, mesmo após o transplante. Este dinamismo durante o primeiro transplante preserva as áreas de doação e permite procedimentos futuros. Por este motivo, o FUE pode ser uma opção melhor, pois causa menos cicatrização nas áreas de doação. Em comparação, a cicatrização excessiva do FUT pode deixar a área inutilizável no futuro.

Resumo

A cirurgia de transplante capilar é uma opção comprovada de restauração capilar. Os cirurgiões podem utilizar duas técnicas principais durante o transplante: FUE ou FUT. Diversos fatores influenciam a sua escolha, e prever seu procedimento de transplante capilar é um deles.

A Vinci Hair Clinic é especializada em restauração capilar utilizando diversos métodos, incluindo a cirurgia de transplante capilar. Combinar o transplante capilar com vários outros tratamentos tais como medicamentos ou tratamento PRP ajudam a alcançar excelentes resultados de transplantes. Marque a sua avaliação gratuita com um dos nossos especialistas em restauração capilar e comece a sua jornada de restauração ainda hoje!