A alopecia é conhecida como a principal causa de calvície em homens e mulheres de todas as idades. A condição, que atinge diferentes partes do corpo dependendo do tipo e da gravidade, chamou a atenção da mídia recentemente quando algumas pessoas famosas tiveram uma discussão envolvendo o assunto.

Pesquisas mostram que essa condição autoimune pode ser tratada com sucesso com a ajuda de um medicamento usado para artrite reumatóide. O medicamento conhecido como Olumiant (baricitinib) foi testado para alopecia areata e os resultados foram publicados no The New England Journal of Medicine.

Para obter os resultados, 1.200 pacientes com alopecia areata foram separados em dois testes clínicos e receberam 4mg de Olumiant, 2mg de Olumiant, ou placebo e foram observados por 36 semanas. Os resultados mostraram que um a cada três pacientes teve crescimento capilar depois de usar Olumiant.

Understanding Olumiant

O Olumiant é um medicamento que serve como tratamento para artrite reumatóide, uma condição autoimune como a alopecia que faz com que o mecanismo de defesa do corpo ataque suas próprias células, fazendo com que inchem e percam funcionalidade. O papel do Olumiant no tratamento é de reduzir a atividade do sistema imunológico.

Recentemente, o medicamento foi testado para COVID-19 para ajudar pessoas com dificuldade para respirar e que necessitem de um ventilador ou suplemento de oxigênio. O medicamento funciona como bloqueador de certas enzimas responsáveis pela inflamação. Agindo como um inibidor do Janus kinase (JAK), que controla os níveis de citocinas responsáveis pela comunicação das células, o Olumiant pode reduzir a inflamação. Ele funciona para reduzir a rigidez, dor e o inchaço de quem sofre de artrite reumatóide.

Brett King, médico e PhD, autor do estudo e professor de dermatologia da Escola de Medicina de Yale, afirma que “Até recentemente, existiam poucos estudos sugerindo que uma classe de medicamentos chamados de inibidores de Janus kinase fossem eficazes para o tratamento da alopecia areata.”

Como a alopecia é tratada atualmente?

Quando a pessoa é afetada pela alopecia, o corpo ataca seus próprios folículos. Isso não é limitado para o cabelo do couro cabeludo, mas também para outras partes como as sobrancelhas, cílios e até unhas (fazendo com que fiquem avermelhadas e fracas).

A alopecia é comum entre adolescentes e crianças, mas em 50% dos casos, o cabelo cresce novamente dentro de um ano sem a necessidade de tratamento. Entretanto, existe um número limitado de tratamentos no mercado para lidar com a alopecia areata.

“Para casos mais leves da condição, injeções mensais de corticosteróides ajudam a limitar a reação imunológica”, diz Ife J. Rodney, médica e professora de dermatologia da Howard University and George Washington University.

Rodney menciona o uso de esteróides tópicos ou orais em conjunto das injeções. “Esteróides diários ajudam contra a alopecia grave e extensa”, ela diz.

Ela aconselha o uso apenas se prescrito pelo seu médico, de preferência por curtos períodos. Se esses medicamentos não funcionarem, ainda existe a opção de utilizar algum tipo de imunossupressor como os tabletes de ciclosporina.

Olumiant e crescimento capilar

Quando alguém sofre de alopecia, as células imunológicas transmitem sinais que causam dano aos folículos capilares. O Olumiant serve como inibidor desses sinais.

Brett King diz que “Quando a mensagem é interrompida, as células imunológicas deixam os folículos capilares em paz, e assim eles podem fazer o que devem fazer – criar cabelos.” Essas são as descobertas da terceira fase do teste clínico de Olumiant que confirmam sua possibilidade de ser reconhecido como tratamento para alopecia pela American Food and Drug Administration (FDA).

Joshua Zeichner, médico e diretor de pesquisas cosméticas e clínicas da Icahn School of Medicine em Mount Sinai, em Nova Iorque, afirma que a “Alopecia areata pode ser devastadora para os pacientes, então o baricitinibe oferece uma nova esperança para quem sofre dela.”

Porém, deve-se notar que o Olumiant, assim como a maioria dos medicamentos, possui seus próprios efeitos colaterais. O aumento de colesterol e acne são dois dos principais. Entretanto, o Olumiant parece oferecer uma melhor alternativa para as soluções à base de esteróides.

Conclusão

A alopecia areata é uma das causas mais devastadoras de calvície em homens e mulheres. Felizmente, o desenvolvimento de novos medicamentos aumenta as chances de combatê-la de forma eficaz. Existem vários tratamentos, medicamentos e práticas que podem te ajudar.

Antes de decidir se deve ou não usar Olumiant como um tratamento para você que sofre de alopecia, você deve conversar com um especialista. A Vinci Hair Clinic oferece uma avaliação gratuita para novos clientes que sofrem de calvície. Entre em contato e marque sua avaliação ainda hoje!