Você consegue se imaginar sem seu cabelo? Será que você ficaria irreconhecível? É impossível negar que nosso cabelo é uma parte fundamental da nossa identidade. Perdê-lo pode nos deixar desconfortáveis, principalmente com a idade.

Com o passar dos anos, nossa pele perde o vigor. A calvície nos deixa parecendo mais velhos. A boa notícia é que a calvície nos cinquenta anos pode ser tratada.

Isso acontece por conta de fatores que incluem os desequilíbrios hormonais, ferramentas capilares, estresse e outros fatores ambientais que podem ajudar no envelhecimento capilar. Encontrar a causa exata da calvície nessa idade pode ser desafiador, mas compilamos uma lista das principais causas que são comuns para essa faixa etária.

Inflamação

A inflamação é um mecanismo de resposta do corpo, elaborada para nos proteger de doenças, infecções, bactérias e vírus. Ben Behnam, diretor médico de uma marca para tratamentos capilares, afirma que a inflamação exerce um papel fundamental no desenvolvimento dos folículos capilares, responsáveis pela condição de cada fio durante o crescimento. Porém, a inflamação crônica pode levar à calvície.

A inflamação do couro cabeludo pode ser a raiz de diferentes problemas capilares como a alopecia areata, psoríase, aumento da caspa ou vermelhidão e descamação de pele. Nem todo mundo que sofre de calvície nessa idade terá as mesmas condições e sintomas, mas muitos relatam sintomas comuns que incluem ardência, calvície e coceira.

Inflamação do couro cabeludo pode ser ativada por uma reação autoimune

Cheryl Rosen, dermatologista, afirma que “Isso pode acontecer em diversas condições autoimunes como lupus eritematoso ou alopecia areata, ambas as quais podem causar calvície parcial.” As reações autoimunes acontecem quando o sistema imunológico ataca os tecidos saudáveis por engano, e isso ativa a inflamação que é prejudicial à condição do cabelo.

A alopecia areata recentemente chamou a atenção durante o Oscar, mas a condição é rara (apenas 15 a cada 10.000 pessoas no Reino Unido são afetadas por ela). Rosen diz que os medicamentos, estresse e infecções também podem causar reações autoimunes.

Caspa, psoríase e outras condições inflamatórias

A American Academy of Dermatology Association (AADA) afirma que a psoríase é um dos principais fatores por trás da calvície parcial, por conta do dano causado pelo sistema imunológico nas células da pele. Embora a condição se desenvolva nos joelhos, cotovelos e outras partes do corpo, o couro cabeludo também é comumente afetado.

Não lavar o couro cabeludo corretamente, pele ressecada, ou fungos podem levar à caspa. O couro cabeludo começa a descascar em excesso, provocando coceiras que levam à calvície.

De acordo com o International Journal of Trichology, cerca de 50% dos adultos são afetados por essa condição. A psoríase e a caspa afetam a condição do cabelo, interrompendo seu crescimento e provocando coceira no couro cabeludo, causando a queda de cabelo.

O tratamento depende da sua condição

Assim como outras condições médicas, reações inflamatórias são tratáveis; você não precisa tolerar seu couro cabeludo nessa condição. De acordo com Rosen, existem vários tratamentos que incluem soluções tópicas, medicamentos anti-inflamatórios e terapia de luz. Eles podem te ajudar a manter um couro cabeludo saudável e aumentar o crescimento capilar.

Behnam diz que os tratamentos tópicos geralmente são recomendados para tratar de condições como a psoríase. Os esteróides aplicados topicamente podem aliviar os sintomas. Para outras condições como a caspa, é recomendado usar um xampu anticaspa para tratar a inflamação. Enquanto isso, a alopecia areata pode ser tratada com tratamentos tópicos ou injetáveis para diminuir a inflamação e ajudar no crescimento de cabelo.

Rosen aconselha que “Se você sofre de calvície por inflamação, converse com seu médico sobre o melhor tratamento para você.” Consulte seu médico ou um especialista capilar para lidar com a calvície acima dos cinquenta anos.

Conclusão

As alterações hormonais e fatores externos que encorajam as reações inflamatórias podem danificar seu cabelo se estiver acima dos cinquenta anos. Elas estão ligadas a condições como psoríase e caspa excessiva. Se você está sofrendo de sintomas como coceira, vermelhidão ou problema de pele no couro cabeludo, consulte um médico ou especialista capilar.

Na Vinci Hair Clinic, somos especializados em ajudar clientes, independentemente da idade. Nossos tratamentos de restauração capilar são baseados no princípio de selecionar tratamentos adequados para cada cliente individual. Oferecemos avaliações gratuitas para os novos clientes, então entre em contato e marque seu horário hoje!